(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ação de vândalos causa prejuízos à comunidade

Cidade Comentários 29 de outubro de 2010

Mesmo com o policiamento ostensivo, atos predadores praticados em diferentes equipamentos da paisagem urbana de Anápolis provocam perdas para o poder público e para as empresas privadas


A ação criminosa dos predadores do patrimônio público passa dos limites, em Anápolis, e contrasta com reformas visuais e obras estruturantes da Administração Municipal para a modernização do mobiliário urbano, melhoria da qualidade de vida e resgate da auto-estima da população. Desta vez o vandalismo foi além: moto taxistas picham pontos de parada e calçadas, ainda em fase de construção, nas obras de revitalização da Avenida Goiás, em desafio às normas do Código de Posturas do Município e à Lei Penal. Os infratores “confessos” gravam o número do próprio telefone, através de moldes, uma ação criminosa organizada e paralela à ilegalidade do funcionamento de moto taxi na cidade.
A imposição de multa e prisão, prevista em lei, não intimida os pichadores e predadores do patrimônio público, que além de sujarem a cidade, causam incalculáveis prejuízos à população, comprometendo boa parte do orçamento da Prefeitura na recuperação e substituição dos equipamentos danificados. Além disso, a depredação do espaço público resulta em desordem urbana e insegurança.
“O que estimula a ação dos vândalos é a impunidade. Portanto, é preciso inibir esses marginais, submetendo-os aos rigores da lei”, desabafa o diretor da TCA, empresário Lacy Martins da Silva, parceiro da Prefeitura na construção de abrigos em pontos de parada da malha do transporte coletivo. Na última semana, 19 abrigos modernos – 15 na Avenida Brasil Norte e quatro na Avenida Goiás – foram implantados a pedido do prefeito Antônio Roberto Gomide.
Os vândalos nem sempre são pessoas revoltadas com sua condição socioeconômica. É grande o número de pessoas de classes média e alta que depredam o patrimônio público. Em Anápolis, empresas conceituadas cometem este tipo de infração e assinam em baixo.
A ação destruidora dos equipamentos públicos foi denunciada ao Secretário do Meio Ambiente, Luiz Henrique Fonseca, que a partir da próxima semana montará estratégia de combate aos infratores e proteção do patrimônio público. Cogita-se a convocação da recém criada Guarda Ambiental e a parceria com a Polícia Militar

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

LDO estima receitas e despesas em mais R$ 1,5 bilhão para Anápolis em 2020

17/04/2019

O Prefeito Roberto Naves encaminhou à Câmara Municipal, o Projeto de Lei Complementar (PLC nº 008/2019) dispondo sobre a L...

Procurador da Enel diz que empresa investirá cerca de R$ 6 bilhões

17/04/2019

Já quase na etapa final da sessão da CPI da Enel em Anápolis, o advogado da empresa, Lúcio Flávio de Paiva, teve a palav...

Ações do Governo de Goiás em Anápolis começam pelo DAIA

13/04/2019

O Governador Ronaldo Caiado (DEM) cumpriu agenda em Anápolis nesta quinta-feira 11/04. Foi a primeira vinda dele ao Municíp...

Fechamento da Delegacia da Receita Federal gera apreensão em Anápolis

13/04/2019

O possível fechamento da Delegacia da Receita Federal em Anápolis tem gerado preocupação em diversos setores da sociedade...