(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Aeroporto de Cargas também deverá receber passageiros

Geral Comentários 28 de maro de 2015

Lideranças políticas e empresariais e participaram de audiência pública


Na tarde da última quarta-feira, 25, membros da Administração Estadual, principalmente os anapolinos que compõem a assessoria do Governador Marconi Perillo, participaram de uma audiência pública em Anápolis, oportunidade em que apresentaram a Segunda Etapa da Modificação do Aeroporto Civil “Juscelino Kubitscheck”, de Anápolis. De acordo com o novo projeto, o aeródromo não será mais, somente, terminal internacional de cargas, mas um aeroporto misto com uma estação de embarque para passageiros e alas para a aviação executiva.
O trabalho foi exposto pelo Diretor de Obras Rodoviárias da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (AGTETOP), José Marcos de Freitas Musse. Participaram, ainda, da audiência o Chefe do Gabinete da Governadoria do Estado, Frederico Jayme Filho; o Superintendente Executivo de Indústria, Vítor Hugo de Queiroz; o Presidente da Agência Goiana de Regulação (AGR), Ridoval Chiareloto; o Gerente de Aeroportos da AGETOP, Marcos Martins Teodoro; o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Air Ganzarolli; o Chefe do Gabinete Militar da Governadoria do Estado, Coronel Adailton Florentino do Nascimento; o Presidente da Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias doestado de Goiás (FACIEG), Ubiratan da Silva Lopes, além de vários outros representantes dos governos Estadual e Municipal.
Terminadas a exposição da proposta e as explicações técnicas, foi aberta a palavra ao público presente, com várias participações, todas elas buscando mais detalhe a respeito do novo aeroporto. Dentre os debatedores estavam empresários, proprietários de galpões e hangares na área do atual Aeroporto e lideranças comunitárias sem geral.
O Projeto
A principal novidade apresentada durante a audiência pública foi a proposta de se transformar o aeródromo em aeroporto misto, ou seja, com a criação de um sistema para embarque e desembarque de passageiros, ao invés de, somente, cargas. A propósito, já existem, até, empresas aéreas interessadas na exploração de linhas regulares de voos com escala em Anápolis. Sem contar que o Aeroporto operando como terminal de passageiros, servirá como alternativa de pousos e decolagens para Goiânia e Brasília, devido à proximidade dessas duas capitais com Anápolis.
De acordo com a nova proposta, o Aeroporto de Cargas de Anápolis terá um terminal com capacidade para 800 mil passageiros/ano; pátio para aeronaves; vias de acesso interno; taxi way para aviações executiva e comercial; ruas de acesso e estacionamento; pátio para aeronaves de carga, além de terraplanagem e drenagem e proteção vegetal.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Cidade Jardim

21/06/2018

Está, finalmente, chegando ao fim um problema de grandes proporções que afetou, durante décadas, a vida das pessoas na re...

Destaque nas parcerias com o setor produtivo

21/06/2018

A relação entre empresa-universidade é de fundamental importância como ferramenta estratégica ao desenvolvimento cultura...

Ministro articula por mais verbas para a saúde em Goiás

21/06/2018

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, conseguiu mais de R$ 2,4 milhões, por meio de emendas extraorçamentárias, para a ...

Novo contrato com a Saneago provoca debates

21/06/2018

Conforme noticiou o Jornal CONTEXTO, em sua última edição, um projeto em tramitação na Câmara Municipal abre caminho pa...