(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Bombeiros fará ação para reduzir afogamentos

Segurança Comentários 28 de fevereiro de 2014

Acidentes com embarcações aumentam muito nesta época do ano. Corpo de Bombeiros alerta sobre os cuidados a serem tomados para quem passar o feriado em rios e lagos


O 3º Comando do Corpo de Bombeiros, sediado em Anápolis, inicia nesta sexta-feira,28, a Operação Carnaval, que prossegue até quarta-feira,05, com o objetivo principal de prevenir acidentes como que ocorreu, recentemente, no Lago Corumbá III, em Luziânia, na região do Entorto do Distrito Federal, onde sete pessoas da mesma família morreram após o naufrágio da embarcação em que se encontravam para um passeio.
Com a chegada do feriado de Carnaval, o número de acidentes aquáticos cresce significativamente. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás, no mesmo feriado do ano passado a quantidade de vítimas representava 20% do total estimado para os três primeiros meses do ano.
De acordo com o Capitão BM Fábio, o trabalho consistirá em ações preventivas, como a distribuição de material informativo em rios e lagos onde há maior concentração de pessoas utilizando embarcações para deslocamentos e passeios. Além disso, haverá plantão para eventuais operações de resgate.
As principais orientações do Corpo de Bom para as pessoas que vão passar o carnaval em regiões de lagos e rios, é que utilizem o colete salva-vidas, quando adentrarem qualquer tipo de embarcação; não ingerir bebida alcoólica se forem pilotar embarcação ou nadar e não pular de ponta-cabeça em locais onde não conheça. Além disso, ressaltou o Capitão Fábio, “se alguém presenciar um afogamento, não deve pular na água para fazer o resgate, se não tiver plena consciência que tem capacidade para isso”. Segundo ele, o melhor é tentar fazer com que algum objeto que bóie chegue até a pessoas que esteja afogando para puxá-la para fora da água e também buscar o socorro o mais rápido possível do Corpo de Bombeiros, acionando o telefone 193.

Mais dicas
Barcos, lanchas, jet-skis, devem manter distância dos banhistas. Todos devem estar com o colete, principalmente as crianças, cuja responsabilidade é dos pais. No caso de um acidente por embarcação, a responsabilidade é do motorista, mas os pais se encontram em meia culpa, já que não ficaram atentos às condições da embarcação, se o motorista era habilitado ou se a criança estava com o colete.
Para saber se a lotação é segura para o passeio, o passageiro pode ficar de olho no que o Corpo de Bombeiros chama de ‘linha da vida’. Ao lado da embarcação existe uma linha vermelha, e ela nunca deve ser ultrapassada, ou seja, submersa pela quantidade de peso.
Outro perigo são os bancos de areia, originados pela grande movimentação causada pelas fortes correntezas, comuns nessa época do ano por causa das chuvas. O banco de areia causa a falsa impressão de terra firme e a força da correnteza dificulta ainda mais a saída dele. O ideal é que os banhistas permaneçam sempre à margem e não tentem nadar após a ingestão de bebida alcoólica, diminuindo a força para o nado. O nado também não é recomendado imediatamente após grandes refeições.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Jovem é preso portando drogas na Praça do Ancião. Fato virou rotina

20/04/2018

Na última quarta-feira,18, realizando patrulhamento e monitoramento na Praça do Ancião região central de Anápolis, os po...

Policiais civis participam de sete cursos para aprimoramento técnico

13/04/2018

O Programa Escola Itinerante 2018 da Escola Superior da Polícia Civil está em Anápolis desde a última terça-feira,10, e ...

Sinpol vai realizar eleição para a nova diretoria no próximo dia 22

16/03/2018

Os Policiais Civis goianos vão às urnas na próxima quinta-feira, dia 22, para eleger a nova Diretoria Executiva do SINPOL-...

Grupo de Investigação de Homicídios elucida 52,7% dos inquéritos de 2017

16/03/2018

O Grupo de Investigação de Homicídios da Polícia Civil, em Anápolis, concluiu 87 inquéritos de um total de 165 assassin...