(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

O Menino Azul tem cenário e atores de Anápolis

Cultura Comentários 06 de novembro de 2015

Curta metragem que será exibido em mostras do Brasil e Estados Unidos terá locação e atores anapolinos. Protagonista será o ator Sandro Pedroso


O Menino Azul é uma fábula cinematográfica escrita e dirigida por Magnólia Felix e Lucas Mendes, cujo propósito é enfatizar o “não preconceito” diante do “diferente”. Trata-se de um filme que caminha pela plástica e conceitos orgânicos, ou seja, é gravado totalmente ao natural, sem artifícios de efeitos produzidos em estúdios, até mesmo porque O Menino Azul tem por objetivo levar o espectador a passear pelos caminhos surreais que a Natureza traçou.


O curta é composto por um elenco de sete atores que contam a história de dois meninos: Gustavo e o Menino Azul. Gustavo é introspectivo e sonhador. Sabe que em algum lugar existe um “amigo” diferente de todos os que até então teve. Em suas buscas- que proporcionam ao filme sequências de extrema beleza em colinas e vales - encontra, finalmente, o “amigo” na figura do Menino Azul. Este, por sua vez, vive nas florestas e seus movimentos são por veredas entre campos e águas.


O filme enfatiza a figura de um mágico, visto que mágico e encantador é o filme. O mágico é quem dá a dinâmica para o encontro dos dois meninos e é o mágico quem oferece ao público o “elemento surpresa” da história. Este personagem será interpretado pelo ator Sandro Pedroso. As crianças que interpretam Gustavo e o Menino Azul são André Domingues e Vítor Gabriel, respectivamente, alunos da Escola de Teatro de Anápolis. Os demais atores são Iêda Queiroz, Eduardo Rosário e Gláucia Silva. O filme é um curta metragem e já tem apresentação garantida em mostras de cinema do Brasil e dos Estados Unidos. Está em plena produção e será estreado em maio de 2016. O curta será rodado em Anápolis, Goiânia, na cidade de São Paulo, Nova York e Los Angeles.


 


O protagonista


Sandro Pedroso é ator, mora em São Paulo, e começou sua carreira no circo aos 11 anos de idade como palhaço e malabarista. Seus trabalhos se resumem na televisão: TV Globo Fina Estampa-2011 e Laços de Sangue-2010; no teatro: Geração 80, A Tempestade, A Gaivota, Os Dois Cavaleiros de Verona, Muito Barulho por Nada, O Último Virgem, Deus Salve a Rainha (com Cassia Kiss e direção de Ulysses Cruz); no cinema: O Primeiro Beijo de Rafael, E o Sol Brilhou sobre o Verde; no circo: Ilusionista e Mágico, reconhecido pela AMS.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Cultura

Inscrições para o Salão Anapolino de Artes abrem-se em 11 de fevereiro

08/02/2019

Um dos cinco eventos do gênero mais concorridos do país e, também, o que há mais tempo é realizado na Região Centro-Oes...

Orquestra de Violeiros de Anápolis será atração em Goiânia

08/02/2019

Repertório essencialmente da cultura no Cerrado e danças típicas do folclore local são os ingredientes para uma noite esp...

Divulgada a lista dos filmes que vão concorrer no 8º Festival de Cinema

20/12/2018

Com o número recorde de 249 inscrições, a 8ª edição do Anápolis Festival de Cinema (AFC) já tem os 24 filmes selecion...

Peça enfoca obsessão por atuar e dramas existenciais

13/12/2018

Um ator obcecado pela atuação em uma peça entra em confronto com os dramas de sua existência. Esse é o ponto de partida ...