(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vereador busca solução sobre fechamento de ruas

Política Comentários 30 de novembro de 2017

Moradores que removeram portões , reclamam da falta de segurança. Retirada foi ordem do Ministério Público


O vereador Leandro Ribeiro (PTB), primeiro secretário da mesa diretora da Câmara Municipal, informou na tribuna do plenário, durante a sessão ordinária da última quarta-feira, 29, que esteve no Ministério Público conversando com a promotora de Justiça Sandra Mara Garbelini, sobre a questão da retirada dos portões das ruas sem saída da cidade.
“Muitas ruas que estavam fechadas foram abertas por essa decisão do MP. Estamos preocupados com o aumento da violência nesses locais onde os portões foram retirados. Temos conhecimento que os assaltos são frequentes em ruas do Anápolis City que foram abertas, por exemplo”, destacou.
Leandro Ribeiro disse que promotora de Justiça explicou que o processo de abertura dessas vias começou em março de 2016 após desentendimento entre os próprios moradores do Anápolis City. “A promotora me informou que uma determinada rua foi fechada por um morador, e um vizinho dessa mesma rua fez a denúncia”.
O vereador contou que a promotora o informou ainda que o processo de abertura de portões nas ruas sem saída continuou porque os moradores do Anápolis City entraram com processo contra os demais bairros da cidade que tinham vias fechadas. “Fui informado também que todos os processos de ruas fechadas seguem sendo analisados pelo Judiciário e que, por enquanto, não há nada que o Legislativo possa fazer sobre essa questão”.Projeto
Para buscar uma solução para o problema da retirada dos portões, o vereador do PTB propôs em agosto deste ano um projeto de lei para que as ruas sem saída pudessem ser fechadas, obedecendo alguns critérios, devolvendo assim a segurança aos moradores. O vereador justificou que resolveu suspender a tramitação de seu projeto na Câmara Municipal até que o Judiciário analise todos os casos de ruas sem saída da cidade.
“Não vamos desistir de buscar solução para o problema que está refletindo na questão da segurança da população. O artigo 143-A do Plano Diretor Municipal de 2016 autoriza o Executivo a tornar possível esse fechamento. Na hora certa vamos dar prosseguimento do nosso projeto aqui na Casa”, finalizou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Nova estrutura administrativa entra na pauta de sessão extra na Câmara

17/01/2019

Nesta sexta-feira, 18, a Câmara Municipal se reúne em sessão extraordinária, para a apreciação de 10 projetos que trami...

Mudanças na equipe no início da segunda metade do governo

17/01/2019

Na segunda parte de seu mandato, o Prefeito Roberto Naves está promovendo uma série de mudanças na estrutura da máquina a...

Núcleo de assessoria é a principal novidade da Reforma Administrativa

17/01/2019

Uma das principais mudanças na estrutura da Administração Municipal, a criação de um núcleo composto por seis assessori...

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...